Fórmula 1

Equipas britânicas de Fórmula 1 unem-se para fabricar ventiladores

Um grupo de sete equipas de Fórmula 1 sediadas no Reino Unido vão unir-se para fabricar dispositivos médicos, em particular ventiladores, que ajudem no tratamento de doentes com covid-19, anunciou hoje o organizador do Mundial da categoria.

Segundo a nota publicada no sítio oficial do Campeonato do Mundo de F1 na Internet, Red Bull, Racing Point, Haas, McLaren, Mercedes, Renault e Williams vão unir esforços no ‘Projeto Pitlane’, com o objetivo de fabricar ventiladores e outros dispositivos médicos.

O Mundial de F1 está em suspenso, com oito grandes prémios cancelados ou adiados, depois de a primeira ronda, na Austrália, ter sido cancelada ‘em cima da hora’, após membros da Haas e da McLaren terem testado positivo a covid-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou cerca de 540 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 25 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 112.200 são considerados curados.

0Shares

Em destaque

Subir