Fórmula 1

Emerson Fittipaldi acredita numa Fórmula 1 melhor no futuro

Emerson Fittipaldi acredita numa Fórmula 1 melhor dentro de dois ou três anos, apesar do ceticismo que tem rodeado a disciplina máxima do automobilismo face ao domínio de Lewis Hamilton e da Mercedes nos últimos anos.

O Campeão do Mundo de 1972 e 1974 elogia o trabalho que tem sido feito pelos atuais detentores da F1, nomeadamente o realizado por Sean Bratches (parte comercial) e por Ross Brawn.

Sobre o antigo dono da Brawn GP e diretor técnico da Mercedes e da Ferrari, Fittipaldi diz ter “ótimas ideias, tanto da parte aerodinâmica como na parte mecânica para tornar a Fórmula 1 mais equilibrada”.

“Espero que nos próximos anos a F1 seja de facto mais igual, de modo a termos várias equipas com hipóteses de lutar pela vitória, dando oportunidades a novos talentos, permitindo-lhes que se possam mostrar, que é o que falta atualmente”, considera o antigo campeão do Mundo.

‘Emmo’ diz que Brawn lhe confidenciou que pretende ver mais público no circuito, partilhando com o britânico o desejo de ver mais ultrapassagens. “Queremos ver emoção, corridas roda com roda, ter numa volta três pilotos a fazer ultrapassagens. É isso que o público quer ver. Acredito que vamos ter uma Fórmula 1 melhor daqui ou três anos”, afirmou.

Emerson Fittipaldi fala sobre o futuro da F1 numa altura em que o seu neto, Pietro Fittipaldi, ‘abriu’ a porta para a grelha da disciplina voltar a ter pilotos brasileiros, ao assinar um contrato como piloto de testes e desenvolvimento da McLaren, a equipa pela qual ‘Emmo’ foi Campeão do Mundo em 1974.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir