Mundo

Embaixador britânico nos EUA considera Trump inapto em mensagens diplomáticas

O embaixador britânico nos Estados Unidos considera o Presidente Donald Trump como inapto, descrevendo-o como muito fragilizado por lutas internas e sem condições de melhorar desempenho, revelam mensagens diplomáticas divulgadas hoje pelo jornal Mail on Sunday.

As mensagens publicadas sem autorização contêm duras críticas do embaixador Kim Darroch sobre o estado atual da Administração Trump, fornecendo uma visão rara sobre a forma como um alto diplomata britânico vê o Governo do maior aliado do Reino Unido.

“Não acreditamos realmente que esta Administração se torne substancialmente mais normal; menos disfuncional; menos imprevisível; menos dividida; menos diplomaticamente inapta”, escreveu Kim Darroch numa dos documentos hoje divulgados, cuja totalidade cobre o período de 2017 até ao presente.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido não contestou a autenticidade dos documentos, considerando que a sua divulgação constituiu um “comportamento pernicioso”.

É esperado que os diplomatas forneçam avaliações honestas da política dos países onde estão destacados, acrescentou o ministério britânico.

As mensagens do embaixador também caraterizam a política de Trump relativa ao Irão como “incoerente e caótica”, referindo-se à retirada, em 2018, dos Estados Unidos do acordo sobre energia nuclear assinado com o Irão e vários países da Europa.

Temos dúvidas sobre se a Casa Branca “parecerá alguma vez competente”, afirmou Kim Darroch, adiantando que a única forma de comunicar com o Presidente norte-americano é ser muito simples e direto.

O embaixador referiu-se ainda à visita de Trump ao Reino Unido, em junho passado, dizendo que o Presidente norte-americano ficou “deslumbrado” com a pompa britânica das reuniões com a rainha Isabel II, mas avisou que Donald Trump não mudará, por isso, nenhuma das suas prioridades.

“Esta ainda é a terra da ‘Primeiro a América'”, refere.

As opiniões de Kim Darroch sobre o Presidente norte-americano podem ser mútuas, já que Donald Trump afirmou, após a sua eleição em 2016, que o defensor do Brexit Nigel Farage seria um excelente embaixador britânico nos Estados Unidos.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir