Motores

Elisabete Jacinto a um dia do triunfo nos camiões no Africa Eco Race

Elisabete Jacinto está a apenas uma jornada de vencer o Africa Eco Race nos camiões. Esta sexta-feira, a piloto portuguesa foi quarta na sua categoria e é agora quinta da ‘geral’ conjunta com os automóveis.

Na tirada, que ligou Ai Attya a Akjout, na Mauritânia, a equipa Bio-Ritmo – composta por Elisabete, José Marques e Marco Cochinho – completou os 471,58 quilómetros da especial em 7h24m33s, ficando a apenas 15 minutos de Tomas Tomacek, o vencedor da etapa de hoje entre os T4.

Fotos: AIFA

Isto significa que a piloto do Montijo e os seus companheiros de equipa vão para a derradeira especial da prova, que será disputada amanhã, na liderança dos camiões, com uma vantagem de duas horas sobre o belga Noel Essers.

“A etapa de hoje foi muito comprida e difícil porque o percurso tinha muitas dunas complicadas de transpor. Da nossa parte fizemos bem todas as dunas e apenas perdemos algum tempo num sítio onde a areia estava muito mole. Ficámos presos e tivemos que cavar”, contou Elisabete Jacinto à chegada a Akjout.

A piloto portuguesa conta ainda: “O nosso maior problema foi a descer uma duna e batemos numa erva de camelo muito grande. Ficámos com o camião preso e tivemos que pedir ajuda à equipa do Iveco para nos puxar. Foi uma jornada difícil, mas no conjunto acabámos por não ficar mal classificados”.

Recorde-se que Elisabete Jacinto tem no seu currículo vários triunfos entre os T4 nas mais diversas provas africanas (Rali de Marrocos e Rali da Tunísia), mas nesta longa maratona de todo-o-terreno, uma das maiores da atualidade, a sua melhor classificação foi o 2º lugar da classe que alcançou em dois anos consecutivos, 2011 e 2012.

Será amanhã disputado o 11º setor seletivo do Africa Race 2019. Como é habitual, esta última especial da Mauritânia será relativamente curta para não perder tempo e permitir que todos se juntem no acampamento em St. Louis ao pôr do sol. Com 217,69 quilómetros cronometrados esta jornada será cumprida maioritariamente em pistas arenosas e dunas.

Mais partilhadas da semana

Subir