Motores

Elemento do promotor do ‘Mundial’ de Ralis com Covid-19

A disputa do Rali do México, terceira prova do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), acabou por ter um ‘preço’, com a infeção por Covid-19 de um dos elementos do promotor da competição.

Embora encurtada para duas etapas, o evento mexicano realizou-se quando já existia uma pandemia a nível mundial, e um dos elementos da comitiva do WRC acabou por ficar infetado.

“A pessoa em causa auto isolou-se no hotel, imediatamente após as primeiras manifestações dos sintomas constatados pelo médico do rali e o pessoal médico da cidade de Leon”, explicarem os organizadores do Campeonato do Mundo de Ralis.

De acordo com a mesma fonte: “Depois da confirmação do teste positivo a pessoa foi tratada pelo serviço de saúde pública do estado de Guanajuato, que assegurou a sua vigilância no México. A pessoa frequentou apenas o hotel da equipa do WRC TV, ela mesma afastada do parque de assistência principal e do Media Centre”.

“As pessoas do WRC TV, de FIA, os construtores e todas as outras partes que potencialmente entraram em contacto com a pessoa foram informadas do teste positivo. O promotor do WRC cooperou com as autoridades locais competentes para facilitar os seus inquéritos, conforme as diretivas do Governador de Guanajuato, da cidade de Leon e do Departamento de Estado da Saúde”, acrescentaram os organizadores do WRC.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir