Mundo

Eleições na Eslovénia ganhas por partido fundado há apenas seis semanas

miro cerarA Eslovénia foi sacudida por um terramoto político. As eleições legislativas de ontem foram ganhas pelo SMC, um partido fundado há seis semanas e cujo líder, Miro Cerar, prometeu renegociar as privatizações já acordadas (ou forçadas?) com a União Europeia.

Com 34,8 por cento dos votos, o Partido de Miro Cerar (SMC) venceu, ontem, as eleições legislativas na Eslovénia, garantindo 36 deputados num Parlamento com 90 eleitos.

Se desconhece o partido, não se assuste: é que tem apenas seis semanas de existência. Apesar de ainda bebé no cenário político, o SMC superou o tradicional vencedor, o Partido Democrático Esloveno (SDS).

Esta força de direita, que conquistou 20,6 por cento dos votos, foi o principal castigado pelos eleitores, que puniram nas urnas os movimentos políticos afetados por escândalos de corrupção e responsáveis pela crise num país que esteve na iminência de ser resgatado, tal como foi Portugal.

Esse resgate só foi evitado porque a Eslovénia negociou, com a União Europeia (UE), um vasto programa de equilíbrio orçamental, que inclui um pacote largo de privatizações, como a venda do aeroporto de Liubliana.

Neste ponto surge o epicentro do foco político: Miro Cerar, o líder do SMC, prometera renegociar as condições desse programa, embora rejeitando a hipótese de romper por completo o acordo com a UE.

“O nosso partido terá como objetivo cumprir com as obrigações acordadas com a UE, mas iremos procurar a nossa própria maneira de atingir essas metas, de uma forma melhor para a Eslovénia”, afirmou o futuro primeiro-ministro esloveno, um professor de Direito com 50 anos de idade.

“Farei o meu melhor para que o programa de privatizações comece este ano. Será uma das prioridades do meu Governo”, garantiu Miro Cerar, citado pela Reuters.

Alenka Bratusek, a primeira-ministra demissionária, é a outra grande derrotada de ontem, apesar de ter suspendido o processo de privatizações durante o período eleitoral.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir