Clube dos Pensadores

Eleições Europeias

juncker schulzeuropeiasVão-se realizar eleições europeias no final deste mês. Na hora de votar no dia 25 de Maio, a questão não é eleger como vencedor Paulo Rangel ou Francisco Assis, com o respeito que tenho por João Ferreira (PCP) e Marisa Martins (BE), mas sim, eleger o conservador, Jean-Claude Juncker, ou o socialista, Martin Schulz.

Convém esclarecer que desta vez vai-se eleger com o nosso voto o presidente da Comissão Europeia, ao contrário das últimas eleições, em que Durão Barroso foi nomeado e não eleito.

Para além dos outros candidatos: liberal, verdes e esquerda unitária. O duelo será a dois. Ao votar-se na Aliança Portugal (PSD e CDS) está a procurar-se eleger Juncker, ao votar-se no PS está-se a procurar eleger Schulz.

Depois deste esclarecimento que acho muito importante, constato que não há muitas notícias das ideias e propostas destes senhores e dos seus debates, na Europa. Seria importante a televisão pública retransmitir os principais debates.

Compreendo que não é fácil convencer os portugueses da importância destas eleições quando o exercício efectivo e real do poder continua-se a expressar de uma forma muito oligárquica e distante.

A abstenção será muito alta, prevendo-se segundo as sondagens que possa bater recordes. Por outro lado a abstenção pode favorecer movimentos populistas, eurófobos e racistas.

Estas eleições europeias estão-se a traduzir num debate interno e em termos nacionais, em que os cidadãos vão castigar Pedro Passos Coelho ou aprovar António José Seguro.

Convém não esquecer que a Europa tem o poder de influenciar o nosso dia-a-dia, desde Bruxelas. Os portugueses têm sentido na pele estes últimos três anos.

Todavia acho importante. Saber o que dizem? O que pensam? Que propõem? Se vão continuar com esta austeridade? Não acham importante ouvir as suas explicações?

É importante ouvir os candidatos portugueses às eleições europeias mas mais importante seria ouvir os candidatos que vão presidir à Comissão Europeia.

Gostava de saber como cidadão português, mas mais como cidadão europeu. A crise do euro? O futuro da democracia? O projecto de integração europeu?

Tudo está em crise até as eleições…

Mais partilhadas da semana

Subir