Nas Notícias

“É impossível o ministro não ter dito nada sobre Tancos a António Costa e Marcelo”

A constituição de Azeredo Lopes como arguido, no caso de Tancos, é a grande “mácula” do Governo de António Costa, no entender de André Ventura.

Em declarações ao PT Jornal, o líder do Chega sustentou que o silêncio da classe política perante este “escândalo” pode representar o início do “tabu do século XXI”.

“Estamos sem dúvida perante um dos maiores escândalos da República dos últimos anos. Um antigo ministro da Defesa é constituído arguido por denegação de justiça, o que só por si é já uma mácula num governo democrático”, salientou.

Se a constituição do ex-ministro como arguido surpreendeu André Ventura, mais espantado ficou com a falta de informação relativa ao incidente de Tancos por parte de António Costa e de Marcelo Rebelo de Sousa.

“Agora, será possível acreditar que Azeredo Lopes guardou a informação para si, a cadeado, sem dizer absolutamente nada ao chefe do Governo e ao chefe supremo das Forças Armadas, o Presidente da República? Que espécie de louco ou irresponsável faria isso?”

São ainda muitas as questões em aberto, concluiu André Ventura: “Curiosamente, não vejo grande interesse de uma parte da imprensa ou dos partidos parlamentares em tocar neste assunto? Porque será? Será o nosso tabu do século XXI?”

Mais partilhadas da semana

Subir