Mundo

Dois milhões de iranianos afetados por inundações precisam ajuda

Cerca de dois milhões de iranianos precisam de ajuda humanitária após terem sido afetados pelas inundações que atingiram o país nas últimas semanas e já fizeram pelo menos 78 mortos, indicou hoje a Cruz Vermelha.

A Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC, na sigla em inglês), classificou as inundações, em comunicado, como “o maior desastre no Irão em mais de 15 anos”.

De acordo com a organização não-governamental, as inundações, que ocorrem desde 19 de março, fizeram mais de um milhão de feridos e pelo menos 78 mortos.

Cerca de 10 milhões de pessoas de duas mil cidades e vilas foram afetadas pelas inundações e mais de 500 mil pessoas ficaram desalojadas, segundo estima a Cruz Vermelha.

“Ao todo, os serviços do Crescente Vermelho entraram em contacto com mais de 457 mil pessoas”, das quais 239 mil receberam ajuda de emergência, afirmou a organização.

No sábado, uma nova ocorrência de chuvas fortes afetou a zona este do Irão, uma área desértica, e as autoridades emitiram um novo alerta de inundações.

De acordo com as autoridades, das 31 províncias do Irão, 25 foram afetadas e mais de 14 mil quilómetros de estradas ficaram destruídas, estimando-se que os danos materiais apresentem um prejuízo de 300 a 350 milhares de rials iranianos (entre 1,93 e 2,25 milhares de euros).

Mais partilhadas da semana

Subir