Nas Notícias

Documentos judiciais contrariam Johnson e comprometem governo a pedir adiamento do ‘Brexit’

Documentos apresentados hoje num tribunal escocês indicam que o governo britânico se compromete a pedir um adiamento do Brexit se não conseguir aprovar um acordo, contrariando o que tem dito publicamente o primeiro-ministro, Boris Johnson.

O documento, divulgado por um dos advogados envolvidos, diz que o governo vai cumprir a lei aprovada em setembro e “enviar uma carta na forma estabelecida o mais tardar 19 de outubro”.

De acordo com a chamada Lei Benn, o primeiro-ministro tem de pedir uma extensão do processo por mais três meses, até 31 de janeiro, se não for alcançado um acordo até 19 de outubro nem autorizada uma saída sem acordo a 31 de outubro.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir