Mundo

Dilma Rousseff: Maioria dos senadores votou a favor da destituição

A votação dos senadores confirma a destituição de Dilma Rousseff do cargo de presidente do Brasil. A votação acabou e 55 senadores, de um total de 81, votaram a favor do afastamento.

A maioria dos senadores já se manifestou a favor do impeachment. Bastariam 41, para que Dilma fosse destituída, mas o número boi muito superior: 55 votaram a favor, 22 contra.

Dilma não perde o mandato, mas o senado vai julgar a presidente, que poderá conduzir ao fim do mandato. O Brasil conhecerá a decisão definitiva num prazo de 180 dias.

O senado decide pelo julgamento de Dilma por “crime de responsabilidade”, num caso de alegado uso empréstimos de bancos estatais para cobrir buracos orçamentais, durante os anos de 2014 e 2015.

O atual vice-presidente, Michel Temer, que teve ligações ao PMDB, vai ocupar o Palácio do Planalto, substituindo Dilma Rousseff.

Este caso pode pôr termo a 13 anos de governação do PT, partido dos trabalhadores que chegou ao poder por intermédio de Lula da Silva.

Dilma, de 68 anos, assumiu o cargo em 2011 e tornou-se na primeira mulher presidente do Brasil.

Espera-se uma reação nas ruas do Brasil, com manifestantes pró-PT a manifestarem-se contra este processo de impeachment, que consideram ser um “golpe”.

0Shares

Em destaque

Subir