Motociclismo

Dia difícil para Fausto Mota no Romaniacs

Fausto Mota não teve um dia no Red Bull Romaniacs, quarta ronda do Enduro Super Series 2018 que se está a disputar na Roménia.

O piloto do Marco de Canaveses, que ostenta o # 455 na sua Tâmega, teve um começo de etapa atribulado, mas conseguiu manter uma boa classificação do evento, uma das mais duras competições de ‘hard’ enduro do mundo, figurando na sétima posição da classificação da categoria Bronze.

Apesar de traído por um problema nos travões da moto, e condicionado pelo tempo perdido até chegar à assistência, Fausto Mota gastou 4h21m31s a cumprir o setor seletivo de 106 quilómetros, tendo terminado o dia na 20ª posição.

“A especial não começou da melhor forma. Ao km 10 fiquei sem travão da frente. Se com dois já é difícil, com um foi uma aventura muito complicada. Perdi imenso tempo até chegar à assistência, o que veio condicionar a prestação do dia. Mudámos o travão, voltei a partir e ainda consegui ser o primeiro em dois dos CP’s até ao final da corrida”, explicou o piloto marcoense.

Fausto Mota diz-se, apesar de tudo, “satisfeito, porque a prova é de uma exigência e dureza enormes e não tem sido fácil superar alguns obstáculos. Ontem, por exemplo, de entre 300 pilotos que se encontram a disputar a classe Bronze só nove marcaram todos os CP. Continuamos na luta”.

Sexta-feira espera-se um dia extremamente duro e exigente para os concorrentes, que terão de cumprir um setor de 156 km, que se inicia em Petrila, em Hunedoara, e terminar perto de Gura, em Sibiu, onde a caravana regressa após ter pernoitado duas noites em Straja.

3Shares

Mais partilhadas da semana

Subir