Desporto

DGS desaconselha aglomerações junto aos estádios

Diretora-geral de Saúde desaconselha “aglomerações junto aos estádios”, depois de conhecida a intenção dos Super Dragões em apoiar a equipa do FC Porto em Famalicão. “Assistam aos jogos e comemorem, mas com as regras que estão em vigor”, diz Graça Freitas.

Depois de conhecida a intenção dos Super Dragões em apoiar a equipa do FC Porto a partir das imediações do estádio, em Famalicão, onde os dragões defendem a liderança, Graça Freitas apela à “responsabilidade” e lembra que “o vírus não desapareceu”.

A diretora-geral da Saúde realça que a ausência de público nas bancadas é uma medida essencial para prevenir contágios por covid-19, medida essa que não pode ser substituída por outras que também acarretam risco.

“O parecer da DGS sustenta que não devem existir aglomerações junto aos estádios”, realçou Graças Freitas, na conferência de imprensa onde foi apresentado o mais recente balanço da pandemia em Portugal – onde se registaram mais 14 mortos e 200 novos casos de infeção.

Aquela responsável lembra que “o vírus não desapareceu”: “Deixo um grande apelo: ver os jogos, sim. Ficar contente com os resultados, sim. Mas respeitando as regras, quer em redor dos estádios, quer nos cafés ou associações”.

Graça Freitas destaca que o regresso do futebol “é uma vitória” – por se tratar de uma atividade “importante, do ponto de vista económico e social” –, mas “não se pode deitar tudo a perder”.

“Assistam aos jogos e comemorem, mas com as regras que estão em vigor”, insistiu aquela responsável, que não sabe ainda se o público poderá regressar aos estádios, com naturais restrições, ainda durante a presente época.

“Dependerá sempre de uma avaliação rigorosa. Temos de medir os prós e os contras. Neste momento, não sei responder”, afirmou.

A I Liga regressa nesta quarta-feira, depois de suspensa na 25.ª jornada, devido à pandemia. O FC Porto lidera o campeonato, com mais um ponto do que o Benfica.

0Shares

Em destaque

Subir