Emprego

Deutsche Bank anuncia reestruturação que suprime 18.000 empregos até 2022

O maior banco da Alemanha e um dos maiores do mundo, o Deutsche Bank, anunciou hoje que vai suprimir 18.000 empregos até 2022, ou seja, um quinto dos efetivos, no âmbito de um plano de reestruturação inédito.

“A reestruturação resultará numa redução do número de funcionários” de cerca de “18.000 até ao ano 2022, para reduzir os efetivos para cerca de 74.000 pessoas”, afirma o banco em comunicado hoje divulgado.

O Deutsche Bank, que enfrenta dificuldades financeiras há alguns anos, explicou querer reduzir os seus custos em seis mil milhões de euros, para voltar aos lucros.

O grupo alemão tem vindo a levar a cabo um processo de reestruturação com cortes de custos, em que se inclui a redução de pessoal, e já cortou milhares de postos de trabalho desde 2015.

Em 2017, o grupo Deutsche Bank registou prejuízos de 497 milhões de euros, sendo que no primeiro trimestre desde ano o resultado líquido subiu 67 por cento, para 201 milhões de euros.

De acordo com o anúncio feito hoje, a reestruturação vai custar 7,4 mil milhões de euros e prevê também a saída do grupo do negócio de ações e a redução do banco de investimento.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir