Apresentações/Novidades

Design e tecnologia definem o novo Hyundai i20

A Hyundai apostou forte na terceira geração do seu i20, nomeadamente em termos estéticos e de tecnologia.

Com a tipologia de design que denomina de ‘Sensuous Sportiness’, o modelo da marca coreana para o segmento B é mais compacto e musculado.

São notórias as arestas neste novo i20 – produzido na fábrica que a Hyundai possui em Izmit (Turquia) –, cujo novo conjunto grelha/ótica são mais agressivos e desportivos e transparecem a evolução que o automóvel sofreu internamente, sendo mais um passo da marca em direção ao nível de mercado ‘premium’ em que pretende estar.

Houve mais uma vez uma preocupação de proporcionalidade, com o rebaixamento da linha do tejadilho em 24 milímetros, no alargamento da carroçaria (mais 30 milímetros) e no aumento do comprimento (mais cinco milímetros).

Isto permite mais espaço a bordo, pois há uma maior distância entre eixos do que no modelo anterior. Isso vê-se no espaço para os passageiros do banco traseiro, enquanto a bagageira cresceu 25 litros, elevando a sua capacidade para 351 litros.

O novo design deste Huyndai, e uma linha de cintura e um terceiro pilar de menores dimensões também permitiu aumentar a visibilidade para o condutor.

A combinar com as 10 cores exteriores disponíveis – onde se incluem agora o Intense Blue, o Aurora Gray, o Aqua Turquoise e o Braso – e um tejadilho Phantom Black que permite uma pernsalização com opção por dois tons, estão três acabamentos interiores disponíveis – Black Mono Black Mono, Black & Gray, and Black Mono & Yellow Green.

O habitáculo transparece a modernidade e a tecnologia a bordo, sendo que esta última é vincada pela luz de ambiente em LED, bem visível à noite, mas que é percebida desde logo com a introdução da melhor conectividade do seu segmento.

Os protocolos Apple CarPlay e Android Auto passaram a permitir que, sem fios, seja possível emparelhar o smartphone iOS ou Android no sistema áudio do veículo. Para aumentar a elegância e o conforto visual do habitáculo, o novo painel digital com ecrã de 10,25 polegas e o ecrã tátil de 10,25 polegadas foram agora combinados visualmente. O ecrã tátil pode ser dividido de forma a executar tarefas múltiplas.

Um carregador por indução na consola central permite que os smartphones não necessitem de utilizar cabos de carregamento. Adicionalmente, é disponibilizada ainda uma entrada USB na segunda fila de bancos.

O novo i20 é o primeiro modelo Hyundai na Europa a apresentar um sistema de áudio premium Bose. Este sistema tem oito altifalantes, incluindo um ‘subwoofer’, estrategicamente posicionados ao longo do veículo para uma experiência auditiva da mais alta qualidade.

Também não falta a tecnologia Bluelink da Hyundai, que oferece uma ampla gama de serviços de conectividade para veículos, como os Hyundai LIVE Services, para além de funcionalidades à distância através da aplicação Bluelink para smartphone. Os serviços Bluelink têm uma subscrição gratuita de cinco anos. O Bluelink está disponível apenas em mercados selecionados.

Mas a tecnologia associada à condução também é muito presente neste novo i20, evidenciada por um ‘pacote’ de segurança Hyundai SmartSense, que inclui novas funcionalidades, e uma nova geração do sistema de travagem autónoma de emergência (FCA), que agora oferece deteção de peões e ciclistas para ainda maior segurança na estrada, bem como o Cruise Control Inteligente com base na navegação (NSCC).

Mas também não faltam o Cruise Control Inteligente com base na navegação (NSCC), o Sistema de Informação da Velocidade Máxima (ISLA), a Assistência de Acompanhamento da Faixa de Rodagem (LFA) ou o radar de ângulo morto (BCA).

Outras funcionalidades de segurança disponíveis no Novo Hyundai i20 são o alerta de fadiga do condutor (DAW) e o sistema de controlo automático dos máximos (HBA).

Foram também introduzidas melhorias no sistema de travagem autónoma de emergência (FCA) permitem ao sistema detetar não apenas outros carros, mas também peões e ciclistas.

Em termos mecânicos o novo Hyundai i20 é servido por dois blocos e três opções de transmissão. No topo há o 1.0 T-GDi, com 100 cv ou 120 cv de potência, que pela primeira vez está disponível com sistema híbrido de 48 voltas, responsável por reduzir entre 3 a 4 % o consumo e as emissões de CO2.

No que toca a transmissões haverá uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades (7DCT) e a mais recente caixa manual inteligente de seis velocidades (iMT). Esta desconecta o motor de combustão da transmissão após o condutor soltar o pedal do acelerador, permitindo que o carro entre em modo de recuperação economizando combustível.

O motor 1.0 T-GDi quando não complementado pelo sistema híbrido está disponível com transmissão 7DCT ou com uma caixa manual de seis velocidades, sendo que o novo i20’ também será comercializado com o motor 1.2 MPi de quatro cilindros. Neste caso a potência é de 84 cv a caixa é manual de cinco velocidades.

0Shares

Em destaque

Subir