Nas Notícias

Darth Vader impedido de candidatar-se às eleições na Ucrânia

darth vader O candidato do Partido da Internet não está autorizado a avançar nas eleições presidenciais da Ucrânia. A Comissão Eleitoral considerou “questionável” que um eletricista tenha mudado de nome, em março, para candidatar-se como uma personagem da saga “Star Wars”.

O anúncio de que Darth Vader era candidato à Presidência da Ucrânia não foi levado a sério por ter coincidido com o dia das mentiras, 1 de abril.

Só que não era uma brincadeira: o Partido da Internet da Ucrânia apresentou um candidato cujo nome é mesmo Darth Vader e pagou as taxas necessárias à apresentação de uma lista.

A aventura política do vilão da saga “Star Wars” terminou hoje: a Comissão Eleitoral Central da Ucrânia considerou a candidatura “questionável” e rejeitou validar um candidato cujas arruadas são sempre protegidas pelos ‘stormtroopers’, as tropas ‘imperiais’ de “Star Wars”.

Um dos elementos da Comissão Eleitoral, Ihor Zhydenko, foi ainda mais longe: a candidatura de Darth Vader, um eletricista nascido Viktor Shevchenko e que mudou de nome em março, era patrocinada por um verdadeiro ‘império do mal’, a Rússia.

“Podia ser apenas uma brincadeira inocente, mas alguém pagou 2500 hryvnyas por esta brincadeira”, argumentou Zhydenko, acusando a Rússia de ter pago os cerca de 165 mil euros que os candidatos são obrigados a depositar.

“Eles já têm os ‘little green men’ e [Darth Vader] seria um comandante-em-chefe apropriado”, insistiu, referindo-se aos militares russos na Crimeia como os ‘homenzinhos verdes’, outra figura do mundo cinematográfico.

O objetivo russo, reforçou Ihor Zhydenko, seria descredibilizar as eleições para a Presidência da Ucrânia.

Darth Vader não foi autorizado, mas a Comissão Eleitoral validou 23 candidatos às eleições presidenciais na Ucrânia, agendadas para 25 de maio.

https://www.youtube.com/watch?v=wyMW3ZTdal8

Em destaque

Subir