Fórmula 1

Daniel Ricciardo reencontrou o sorriso nos Estados Unidos

Daniel Ricciardo ‘reconciliou-se’ com os bons resultados no Grande Prémio dos Estados Unidos de Fórmula 1, tendo terminado pela segunda vez nos pontos com o seu sexto lugar em Austin.

No Circuito das Américas o australiano da Renault conseguiu também concluir a corrida à frente dos dois McLaren, batendo-os na batalha pelo título de ‘melhor dos outros’ a seguir a Mercedes, Red Bull e Ferrari.

Partindo apenas de nono e atrás dos dois MCL34, Ricciardo conseguiu, mercê de um forte andamento inicial ficar à frente de Lando Norris e Carlos Sainz Jr, tirando também partido de um R.S19 mais competitivo em corrida do que na qualificação.

O antigo piloto da Red Bull Racing diz que os McLaren têm uma melhor perfomance numa volta, mas que essa vantagem se desvanece uma vez que a corrida começa: “Parece que são melhores numa volta lançada. Penso que é por isso que não conseguimos extrair mais do nosso carro em qualificação”.

Lando Norris (GBR) McLaren MCL34.
03.11.2019. Formula 1 World Championship, Rd 19, United States Grand Prix, Austin, Texas, USA, Race Day.
– www.xpbimages.com, EMail: requests@xpbimages.com © Copyright: Batchelor / XPB Images

“Tivemos mais possibilidades de cometer erros”, reconhece Daniel Ricciardo, para quem na corrida os Renaut se comportam melhor: “Uma vez começada a corrida o ritmo reduz-se e nós não ficamos no limite dos pneus. É aí que a nossa ‘janela’ de utilização se alargar e podemos recuperar do nosso atraso”.

O piloto de Perth sentiu uma grande satisfação por ultrapassar Lando Norris nas últimas voltas da prova norte-americana depois de uma boa batalha com o jovem britânico: “Não tenho a certeza se a televisão capturou a ação, mas fira já duas vezes que o tentei. Destrui o meu pneu ao atacar (Sergio) Pérez na semana passada (México), mas tentei a minha oportunidade encontrando uma abertura e este feito fez-me bem”.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir