Europa

Crise dos refugiados foi provocado pela Europa que financiou terroristas, diz Assad

Numa entrevista concedida a um canal de televisão russa, Bashar Al-Assad acusa a Europa de ter provocado esta onde de refugiados a que assistimos diariamente, sendo a sua maioria refugiados sírios.

Assad insinua que foi a Europa que que financiou e deu apoio aos terroristas na síria, dos quais milhares de pessoas fogem todos os dias.

“Esses refugiados deixaram a Síria por causa do terrorismo. O Ocidente chora por eles mas apoia terroristas desde o início desta crise. Se estão preocupados com eles, deixem de apoiar os terroristas”, afirmou Assad, apelando à união “de todas as forças” na luta contra o terrorismo.

Assad responsabiliza a Europa, dizendo que apenas estão a colher o que semearam: “A Europa tem a responsabilidade (da migração), porque tem apoiado e continua a apoiar e a encobrir o terrorismo. Designa terroristas “moderados” e divide-os em grupos. Mas são todos extremistas”

Bashar al-Assad questiona o estado de ‘sentimentalismo’ dos europeus, referindo-se à imagem da criança morta na praia. O mesmo diz que a Europa tem dois pesos e duas medidas para o mesmo problema: “Como podem sentir-se tristes com a morte de uma criança no mar, sem se sentirem tristes pela morte de milhares de crianças que foram mortas por terroristas na síria?”, questionou Assad.

Nesta luta contra o terrorismo na Síria, o presidente daquele país destaca o apoio da Rússia e do Irão, criticando a posição dos Estados Unidos. “Desde que a coligação internacional (liderada pelos EUA) começou a funcionar, o Estado Islâmico tem-se expandido”. Por outras palavras, Assad diz que a coligação contra o terrorismo liderada pelos EUA falhou e que não está a ter qualquer impacto no terreno.

 

Mais partilhadas da semana

Subir