Nas Notícias

Crianças até aos 12 anos podem pedir Andante gratuito nas escolas ou municípios

As crianças até aos 12 anos que ainda não possuam um passe Andante vão poder solicitar a emissão daquele título de transporte gratuito a partir do final de agosto nas escolas ou municípios da Área Metropolitana do Porto.

Em resposta à Lusa, a Área Metropolitana do Porto (AMP) esclareceu hoje que as crianças que já possuem cartão Andante válido “poderão dirigir-se, a partir do final de agosto, aos pontos de venda Andante para alteração para o perfil sub-13”.

Para tal, explica a AMP, devem munir-se de uma declaração do seu estabelecimento de ensino a atestar que não beneficia de transporte escolar gratuito.

Para os que ainda não possuem cartão Andante, a atribuição dos passes será realizada, numa primeira fase, em ‘back office’, “através da solicitação da emissão do cartão Andante nos estabelecimentos de ensino/municípios”, de modo a “evitar o congestionamento do atendimento nos pontos de venda Andante”.

A partir de 15 de outubro, acrescenta a AMP, este título poderá ser solicitado diretamente nos pontos de venda Andante, devendo, para o efeito, os alunos levar uma declaração do seu estabelecimento de ensino a atestar que não beneficia de transporte escolar gratuito.

O título, que entra em vigor a partir de 01 de setembro, é uma das medidas previstas no âmbito do Programa de Redução Tarifária, que inclui ainda a implementação do passe família, ainda sem data para entrar em vigor na AMP.

O passe família pode ser adquirido na Área Metropolitana de Lisboa desde o dia 22 de julho, contudo, o mesmo não acontece na AMP, devido a “constrangimentos técnicos” que não permitem acautelar situações de “fraude”, reiterou na sexta-feira o vice-presidente da AMP, Emídio Sousa, em declarações aos jornalistas.

“Ainda não há condições, nem previsibilidade. Temos de dar passos prudentes, porque o impacto financeiro desta medida ainda não está devidamente avaliado, nem as condições e, portanto, ainda não temos nenhum avanço significativo nessa matéria”, disse.

Naquela semana, o Expresso, citando fonte ligada ao Metro do Porto, noticiava, no entanto, que título não estava a ser equacionado por motivos financeiros.

Com o “passe família”, todos os elementos de um agregado familiar que vivam na mesma casa tem acesso ao passe único por um preço fixo de 80 euros, correspondente ao valor de dois títulos mensais.

Os utentes das áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa começaram em 01 de abril a sentir alívio nos preços dos transportes públicos, no âmbito do Programa de Redução Tarifária, uma medida que visa reduzir o uso do transporte individual.

No caso do Porto, foi criado um passe municipal de 30 euros, para viagens dentro do concelho ou até 3 zonas contíguas, e um metropolitano de 40 euros, que permite viajar em todos os 17 concelhos da AMP, deste que integrados no sistema intermodal Andante.

24Shares

Mais partilhadas da semana

Subir