Mundo

Covid-19 provoca 427 mortes em Itália em 24 horas

Itália, o país que regista um maior número de mortes devido ao novo coronavírus (3.405), tem neste momento 33.190 casos positivos de Covid-19, segundo o balanço divulgado hoje pela Proteção Civil italiana.

As autoridades italianas confirmaram que o país registou 427 mortes nas últimas 24 horas, totalizando, até à data, 3.405 vítimas mortais, mais do que as 3.245 contabilizadas na China, onde o surto do novo coronavírus começou em dezembro.

Este dado já tinha sido avançado hoje à tarde por um balanço divulgado pela agência France-Presse (AFP).

Na conferência de imprensa diária da Proteção Civil italiana, o chefe do organismo, Angelo Borrelli, precisou que o país tem neste momento 33.190 casos positivos de infeção.

Desde o início da crise, o país contabiliza 41.035 casos de Covid-19.

Segundo Angelo Borrelli, as pessoas admitidas em unidades hospitalares com sintomas são atualmente 15.757, mais do que as 14.363 registadas na quarta-feira.

Neste momento, 2.498 pessoas estão em unidades de cuidados intensivos.

Na quarta-feira, o número de pessoas a receberem estes cuidados eram 2.257.

Angelo Borrelli informou ainda que 4.440 pessoas estão dadas como recuperadas.

A região da Lombardia (norte de Itália) continua a ser a mais afetada, com 13.938 casos de infetados, de acordo com o responsável.

Outra região fortemente afetada pelo surto é Emilia-Romagna (norte), com 4.506 casos positivos.

O novo coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 235 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.800 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 86.600 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se já por 176 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia, cujo epicentro é atualmente a Europa.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 785, mais 143 do que na quarta-feira.

O número de mortos no país subiu para quatro, com anúncio da morte de uma octogenária em Ovar, feito pelo presidente da Câmara local, horas depois de a DGS ter confirmado a existência de três vítimas mortais até às 24:00 de quarta-feira em Portugal.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de hoje.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir