Nas Notícias

Costa propôs a Bruxelas duas mulheres e dois homens para Comissão Europeia

O primeiro-ministro, António Costa, indicou quatro nomes de portugueses, duas mulheres e dois homens, à presidente eleita da Comissão Europeia, a alemã Ursula von der Leyen, para compor o futuro executivo da comissão e dois deles já foram ouvidos.

Segundo fonte conhecedora do processo, a comunicação a Bruxelas destes quatro candidatos portugueses, “com perfis diversos e, portanto, concorrentes a pastas diferentes”, foi efetuada há mais de três semanas.

“Posso confirmar que Ursula Von der Leyen teve vários encontros informais com potenciais candidatos a comissários esta semana, tendo-se reunido com dois candidatos de Portugal”, disse hoje à Agência Lusa o porta-voz da presidente eleita.

Contudo, o gabinete do chefe do Governo português escusou-se hoje a comentar quaisquer nomes envolvidos, nomeadamente os da ex-eurodeputada e atual vice-governadora do Banco de Portugal, Elisa Ferreira, e do eurodeputado e antigo ministro das Infraestruturas, Pedro Marques, apontados hoje pelo jornal Público como tendo sido indicados por António Costa e que já reuniram quarta-feira com a ex-ministra da Defesa germânica, na sua ronda de contactos informais com os candidatos escolhidos pelos estados-membros.

“O Conselho Europeu pediu aos Estados-membros para apresentarem as suas propostas de candidatos até 26 de agosto, no máximo”, precisou à agência Lusa a porta-voz chefe da Comissão Europeia, Mina Andreeva, ressalvando, contudo, que esta data não supõe “um prazo-limite legal”.

Von der Leyen, que já defendeu a constituição de um elenco totalmente paritário, deseja ter o nome de todos os candidatos em cima da mesa no final do mês para então decidir sobre os vários ‘portfólios’.

Mais partilhadas da semana

Subir