Nas Notícias

Costa demite o Governo se o Parlamento aprovar diploma dos professores

António Costa acaba de anunciar que o Governo vai apresentar a demissão se o Parlamento aprovar, na generalidade, a reposição do tempo de serviço dos professores.

Depois da aprovação na especialidade, pela “coligação negativa”, da reposição integral do tempo de serviço dos professores, o primeiro-ministro listou “as consequências” dessa votação.

Segundo o governante, passam por “um encargo adicional de pelo menos mais 430 milhões de euros”, assim como a necessidade de um orçamento retificativo.

“A extensão deste diploma aos demais corpos especiais significaria um aumento da despesa em 800 milhões de euros em cada ano”, para além de criar uma “situação de desigualdade para os demais funcionários públicos e todos os portugueses que sofreram os efeitos da crise”.

“A acomodação dos encargos gerados por esta medida só seria possível com inevitáveis cortes no investimento ou nos serviços públicos ou aumento dos impostos”, insistiu António Costa.

A reposição do tempo de serviço dos professores “compromete a governação presente e futura em termos que só o eleitorado tem legitimidade para aprovar”, concluiu.

1012Shares

Mais partilhadas da semana

Subir