Desporto

Corrupção na FIFA: Beckenbauer suspenso por não colaborar no inquérito

beckenbauerA FIFA suspendeu Franz Beckenbauer, que integrou o comité executivo que votou a escolha do Qatar para acolher o Mundial de 2022. A suspensão, por 90 dias, foi justificada pela recusa do ex-jogador em colaborar com o comité que investiga os alegados casos de corrupção.

Franz Beckenbauer está de castigo. A antiga glória da Alemanha e presidente honorário do Bayern de Munique foi suspenso, por 90 dias, pela FIFA.

A decisão, tomada pelo Comité de Ética, foi hoje anunciada.

Em causa está a escolha do Qatar como país anfitrião do Campeonato do Mundo de 2022. Nessa altura, Beckenbauer integrava o comité executivo da FIFA.

O organismo não avançou com uma explicação oficial para a suspensão. O comunicado diz apenas que “Franz Beckenbauer foi hoje provisoriamente suspenso de toda a atividade no futebol, a qualquer nível, por 90 dias”.

“A decisão foi tomada de acordo com o código de ética da Fifa, artigo 83, parágrafo 1”, complementa o texto.

As agências internacionais alegam que o ‘Kaiser’, como é conhecido, recusou colaborar com o comité de investigação que apura os alegados casos de corrupção relacionados com a escolha do Qatar.

O Jornal do Brasil avança que Beckenbauer já se terá justificado, alegando que não respondeu ao questionário enviado pela FIFA por “não entender bem inglês”.

O presidente do Comité de Ética, Alan Sullivan, revelou que a suspensão foi aplicada a pedido de Michael J. Garcia, o antigo procurador dos EUA que lidera a investigação promovida pela FIFA. 

Em destaque

Subir