Mundo

Construir uma casa em 24 horas, por menos de 10 mil euros? Sim, eles conseguem

Esta é a primeira casa que resulta de um processo de impressão e representa uma revolução no setor da construção. Aliás, é uma rutura total com os métodos tradicionais. Bastam 24 horas para edificá-la, a um preço irrisório: menos de 10 mil euros. Veja o vídeo.

Casas mais baratas não representam apenas uma questão de poupança. É um modo de abrir portas a um bem essencial, a um pilar da coesão social.

A Apis Cor apresenta o primeiro projeto de impressão de casas viável, sem os problemas dos projetos já conhecidos – a criação de secções tridimensionais implica problemas logísticos e é um processo lento, com um preço final elevado.

O que esta empresa nos mostra é verdadeiramente inovador. As paredes são imprimidas no interior da mesma, o que permite uma grande poupança de tempo e quebra barreiras logísticas. Os materiais são mais baratos, os métodos de acabamento muito mais rápidos.

O preço estimado de uma habitação fica-se pelos 10 134 dólares, a uma média de 275 dólares por metro quadrado. E o preço inclui todo o processo, desde as fundações aos acabamentos.

Veja o vídeo, que nos dá a conhecer o processo e nos apresenta a primeira casa imprimida do mundo:

54Shares

Em destaque

Subir