Economia

Compras ‘tax free’ crescem 13% em Lisboa durante Web Summit

O turismo de compras ‘tax free’ na cidade de Lisboa cresceu 13 por cento durante a cimeira de tecnologia Web Summit, que decorreu entre 05 e 08 de novembro em Lisboa, segundo os dados da Global Blue hoje divulgados.

“O Turismo de Compras na cidade de Lisboa cresceu 13 por cento durante a Web Summit. No top ‘five’ [cinco] mantiveram-se os turistas que habitualmente mais compram em Portugal, nomeadamente os angolanos, seguidos dos brasileiros, chineses, russos e americanos, apesar do valor das compras destes últimos ter sido inferior em 53 por cento ao ano anterior.”, disse, em comunicado, a empresa gestora de operações ‘tax free’ (que permitem o reembolso de impostos).

De acordo com os dados da Global Blue, o maior aumento em compras veio dos turistas chineses de Hong Jong, seguidos dos macaenses e sul coreanos, que na avaliação ocupam a 5.ª, 6.ª e 8.ª posições, respetivamente.

“Já no top 20 destacou-se o crescimento assinalável de compras por parte dos turistas israelitas, no 13.º lugar, e que duplicaram as suas compras comparativamente ao período homólogo, ou dos turistas mexicanos, que triplicaram as suas compras (230 por cento)”, lê-se no documento.

Por categoria, o maior aumento foi para a de “relógios e joalharia”, que registou mais 66 por cento do que em igual período do ano anterior, seguida da categoria ‘souvenirs’ (lembranças), que avançou 41 por cento.

“Estes números são reveladores da importância da Web Summit também num importante segmento da economia nacional, que é o turismo de compras. Vale a pena, por isso, sublinhar a importância de, neste capítulo, os comerciantes poderem planear o futuro das suas empresas, uma vez que a Web Summit ficará em Lisboa durante os próximos dez anos”, disse, no mesmo comunicado, o responsável pela área administrativa (‘managing director’) da Global Blue, Renato Lira Leite.

Entre abril de 2016 e março de 2017, a empresa geriu, a nível mundial, 32 milhões de transações em compras ‘tax free’ e 21,4 milhões de transações ‘dynamic currency conversion’ que, em conjunto, totalizaram mais de 20 mil milhões de euros de vendas em lojas.

A cimeira tecnológica, de inovação e de empreendedorismo Web Summit nasceu em 2010 na Irlanda e mudou-se em 2016 para Portugal e desde essa altura terá gerado um impacto económico de mais de 500 milhões euros.

Inicialmente, estava previsto que a cimeira ficasse por apenas três anos, mas em outubro deste ano foi anunciado que o evento continuará a ser realizado em Lisboa por mais 10 anos, ou seja, até 2028, mediante contrapartidas anuais de 11 milhões de euros e a expansão da FIL.

Mais partilhadas da semana

Subir