Motores

Começo de época a ganhar para Daniel Nunes

Daniel Nunes iniciou o Campeonato de Portugal de Ralis de duas rodas motrizes com uma vitória e foi ainda o segundo classificado na prova inaugural da Peugeot Rally Cup Ibérica.

No Rali Serras de Fafe, onde alinhou aos comandos do Peugeot 208 R2 acompanhado por Rui Raimundo, o piloto de Sintra esteve sempre em plano de evidência, protagonizando um épico duelo com Pedro Antunes, que viria a impor-se no troféu organizado pelos importadores da Peugeot em Portugal e Espanha.

Daniel Nunes conseguiu mesmo liderar as duas rodas motrizes no primeiro dia de prova, sendo que no segundo sabia que o seu adversário, que não pontuava para o campeonato, tinha com objetivo principal ganhar a Peugeot Rally Cup Ibérica.

Assim o Campeão nacional de duas rodas motrizes adotou um andamento forte mas sem correr demasiados riscos, pensando sobretudo na pontuação máxima para o CPR. Objetivo que acabou por ser alcançado.

“Foi um rali quase perfeito. No ‘Nacional’ foi mesmo o pleno, pois apenas não vencemos numa das 14 especiais de classificação, mas lideramos de princípio ao fim e obtendo uma merecida vitória, num excelente trabalho de toda a equipa Inside Motor. Isso confirmou que o título do ano passado ficou bem entregue, e vamos apostar em revalidá-lo”, declarou Daniel Nunes no final.

Foto: Ricardo Cachadinha

O piloto de Sintra destacou ainda: “Na Peugeot Rally Cup Ibérica o ritmo foi muito intenso desde o primeiro ao último troço. Temos que dar os parabéns ao vencedor pelo mérito da prova, mas nós estamos também plenamente satisfeitos com o andamento que fomos evienciando”.

“Sentimos uma notável evolução em relação ano anterior. O carro esteve perfeito mais uma vez, e por isso um grande obrigado à Inside Motor, pelo excelente trabalho”, concluiu Daniel Nunes, que ainda não tem completamente definido o seu calendário, ainda que a defesa do título seja um propósito.

6Shares

Mais partilhadas da semana

Subir