Nas Notícias

Com vídeo: Equilibrista bate recorde do mundo em arranha-céus a 200 metros do solo

equilibrista chicago 400 Nik Wallenda, equilibrista norte-americano, bateu ontem um recorde mundial, caminhando sobre cabos de aço de um arranha-céus para o outro, em Chicago. Wallenda fez um dos percursos com os olhos vendados, em edifícios com 180 metros e 204 de altura, no 60.º piso, com milhares de entusiastas a assistirem ao evento. E assim o equilibrista entrou para o Guiness Book. Veja o vídeo.

Nik Wallenda inscreveu o seu nome na lista de recordes do Guinness, ao caminhar sobre um cabo de aço entre dois arranha-céus de Chicago, nos EUA, sendo que num dos percursos teve os olhos tapados.

A mais de 100 metros do solo, o equilibrista norte-americano realizou a travessia entre o Marina West (edifício com 180 metros) e o Leo Burnett (prédio que tem 204 metros).

A primeira travessia teve uma extensão de 138 metros, atingindo uma altura de 204 metros, em virtude da inclinação do cabo, de cerca de 19 graus. Tratou-se da mais alta travessia entre dois arranha-céus.

Já a segunda foi realizada a 166 metros do solo, ao longo de 29 metros de extensão do cabo, também entre dois arranha-céus e perante uma multidão de entusiastas, que assistiram ao feito do equilibrista.

Wallenda bateu dois recordes, um deles em altura e o outro em inclinação, segundo um representante do Guinness Book, em declarações ao Discovery Channel, que transmitiu o evento.

Nik Wallenda faz parte de uma família de acrobatas, que tem no histórico familiar um registo de tragédia.

O bisavô do novo recordista mundial morreu quando escorregou de um cabo, em 1978, numa ação idêntica em Porto Rico.

Karl Wallenda contava então 73 anos. Agora, o bisneto chegou mais alto e a aventura correu da melhor forma.

Nik Wallenda não se impressiona com os acidentes da família e em 2012 caminhou sobre as Cataratas de Niagara. No ano seguinte, conseguiu tornar-se no primeiro homem a atravessar o Grand Canyon, apenas com um arame a equilibrá-lo.

Em destaque

Subir