PT Animal

Colónia de albatrozes gigantes identificada a partir do espaço

Já é possível identificar e contar o número de pássaros a partir do espaço. Os cientistas do ‘British Antartic Survey’ e do ‘Canterbury Museum’, na Nova Zelândia, revelaram um conjunto de imagens de satélite de alta resolução que mostra a quantidade de albatrozes que existem nos bandos e colónias destas aves marinhas de grande porte, que se reproduzem em ilhas remotas, tornando-se difíceis de estudar.

Esta técnica permite então aos investigadores identificar as colónias de albatrozes, considerada uma das espécies de aves mais ameaçadas do mundo.

Foi através do satélite WorldView-3, capaz de registar imagens de objetos pequenos, que se utilizou esta técnica para a contagem de aves. A imagem captada por este satélite foi de uma colónia de albatrozes gigantes, na ilha remota de Geórgia do Sul, a sudeste da Argentina.

“Nós conseguimos vê-los muito bem”, disse Peter Fretweell à ‘CNN Tech’.

O cientista explica que os pontos brancos na imagem não podem ser confundidos com rochas, uma vez que onde os albatrozes vivem não existem aves da mesma cor e não se reproduzem perto de outras espécies. Da mesma forma, Peter Fretweell acrescenta que os albatrozes costumam acasalar em áreas planas e com vegetação.

0Shares

Em destaque

Subir