Nas Notícias

CMVM suspende negociações de ações da SAD do Benfica

Regulador aguarda informação adicional, depois de conhecida a existência de um inquérito dirigido pelo Ministério Público de Lisboa, no qual se investigam factos suscetíveis de integrarem crime de fraude fiscal.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu as negociações de ações da Benfica SAD, depois de confirmada a existência de três arguidos por fraude fiscal, na sequência de uma investigação à SAD encarnada.

“O Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários deliberou, nos termos do artigo 214º e da alínea b) do n.º 2 do artigo 213º do Código dos Valores Mobiliários a suspensão da negociação das ações Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD e outros instrumentos relacionados, aguardando a divulgação de informação relevante ao mercado”, pode ler-se, um comunicado publicado no site da CMVM).

Esta medida ocorre depois de a Procuradoria-Geral da República ter confirmado a constituição de três arguidos, uma pessoa singular e duas coletivas, por fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, que envolve o Benfica.

Segundo avança o jornal A Bola, na sua edição desta terça-feira, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, é um dos arguidos nesta investigação, como responsável pela SAD, assim como a própria sociedade desportiva e a Benfica Estádio.

“Confirma-se apenas a existência de um inquérito dirigido pelo Ministério Público (MP) do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e no qual se investigam factos suscetíveis de integrarem crime de fraude fiscal”, avança a agência Lusa, que cita fonte da Procuradoria.

0Shares

Em destaque

Subir