Mundo

China promete retaliar sanções dos EUA

A China vai adotar “medidas de retaliação” caso o Congresso dos EUA aprove sanções contra o gigante asiático devido ao alegado encobrimento do vírus da covid-19.

“Somos firmemente contra esses projetos de lei e aprovaremos uma resposta firme com medidas de retaliação”, avisou o porta-voz da Assembleia Nacional Popular, Zhang Yesui, em conferência de imprensa.

No Congresso dos EUA está em cima da mesa uma proposta, apresentada por senadores republicanos, para permitir ao Presidente dos EUA, Donald Trump, impor sanções contra a China por falta de esclarecimentos sobre a doença.

O vírus foi descoberto em Wuhan, no centro da China, no final do ano passado, mas a cidade só foi colocada em confinamento a partir de 23 de janeiro deste ano.

De acordo com a administração Trump, as autoridades chinesas foram negligentes ao demorar no alerta para a doença e pela dissimulação da amplitude da mesma na China.

A China rejeita ser “o bode expiratório” e considera que as acusações servem para esconder o impacto da pandemia nos EUA, o país mais afetado.

0Shares

Em destaque

Subir