Nas Notícias

Chefe de bombeiros preso pela GNR durante combate a incêndio

A GNR deu voz de prisão a Arlindo André, chefe de um grupo de bombeiros profissionais, num momento em que as duas forças combatiam um incêndio em Castelo Branco.

De acordo com o Jornal de Notícias, um militar da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) da GNR, força antigamente conhecida como GIPS (Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro), mandou prender o chefe da Força Especial de Bombeiros (FEB), popularmente designados como ‘canarinhos’.

A decisão de dar voz de prisão surgiu no culminar de uma altercação, por parte das chefias da UEPS e da FEB, provocada por desentendimentos sobre a melhor forma de combater o fogo.

Um dos envolvidos, citado sem identificação pelo JN, adiantou que o caso deveu-se “à falta de espírito de trabalho em grupo deste senhor”, Arlindo André.

O JN refere ainda que o chefe dos FEB voltou entretanto ao teatro de operações, não comentando o sucedido.

A GNR e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil não tinham respondido às questões enviadas pelo jornal.

453Shares

Em destaque

Subir