Motores

Chefe da Hyundai queixa-se de “falta de velocidade face aos rivais”

Thierry Neuville concluiu o Rali de Portugal na segunda posição, resultado conquistado no último dia da prova, mas o seu ‘patrão’, Andrea Adamo, queixa-se de “falta de velocidade” do Hyundai i20 Coupé WRC face aos rivais.

O sentimento de objetivo falhado do responsável da equipa da marca coreana tem a ver com o facto de ao longo do fim de semana Neuville não ter andando no mesmo ritmo dos Toyota, apesar de Kris Meeke e Jari-Matti Latvala não terem conseguido ‘segurar’ um lugar no pódio.

Foto: Ricardo Cachadinha

Adamo está ciente do terreno perdido para as rivais, sobretudo a Toyota, e também daquilo que faltou à Hyundai para estar ao mesmo nível das adversárias: “Tenho três coisas na minha cabeça no final deste rali. Tenho desde logo um grande respeito pelas nossas tripulações. Thierry e Nicolas (Gilsoul, o co-piloto) disputam uma época soberba com as ferramentas que lhes dão e mereceram plenamente este segundo lugar”.

“Eles continuam a conseguir resultados que são lisonjeadores para o nosso nível de performances. Tenho de seguida de não esquecer os problemas encontrados na sexta-feira nos carros de Dani (Sordo) e de Sebastien (Loeb), que poderiam ter-se batido pelo pódio”, destaca o responsável italiano pela Hyundai Motorsport.

Andrea Adamo sublinha sobretudo o diferencial de desempenho dos seus carros face às máquinas dos adversários: “É claro que nos falta velocidade em relação aos nossos rivais. Somos capazes de nos bater por vitórias e, o que é mais importante, naquilo em que temos de nos concentrar”.

Mais partilhadas da semana

Subir