Nas Notícias

Chamada do telefone de Duarte Lima para loja de armas na véspera do crime

duarte_lima2O advogado Duarte Lima “telefonou para uma loja de armas” na noite anterior à morte de Rosalina Ribeiro. Este dado que foi apurado pelas autoridades brasileiras, na investigação ao registo do telefone, é avançado pelo Correio da Manhã.

O jornal revela que Duarte Lima utilizou um telefone para fazer uma chamada para uma loja de armas. Depois de o semanário Sol ter apurado que o português usou três telemóveis enquanto esteve no Brasil, surge mais um dado que associa o nome do advogado à morte da milionária.

Um dos cartões utilizados para contactar Rosalina Ribeiro tem origem portuguesa, sem assinatura. E segundo o Sol foi usado apenas “para contactar Rosalina na véspera e no dia em que esta foi morta”.

Duarte Lima terá utilizado outros telefones para comunicar com a antiga companheira de Tomé Feteira, na noite do crime. Não há registo de nenhuma chamada a partir do telemóvel do português, mas a milionária recebeu mais do que um telefonema proveniente de outro número, junto à sua residência, momentos antes de ser assassinada.

A alegada ligação entre Duarte Lima e estes números de telefone não é, para já, esclarecida. Mas as autoridades suspeitam de que os cartões de telefone usados para comunicar com Rosalina pertencem ao português.

Em destaque

Subir