Nas Notícias

“CDS não está preocupado com candidaturas à direita”

O presidente do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, refere que o partido “não está preocupado com candidaturas à direita” e não colocou de lado a hipótese de apoiar a candidatura presidencial de André Ventura.

Numa altura em que está “à retranca” sobre um apoio à recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, o dirigente centrista revelou, em entrevista à TSF, que não iria pessoalmente tentar dissuadir um eleitor do CDS de votar no líder do Chega.

“Diria para se apresentar no Conselho Nacional do CDS, onde essa matéria será debatida para podermos discutir amplamente o tema”, respondeu.

Em cima da mesma ficou a hipótese do partido assumir inequivocamente o apoio a André Ventura.

“Eu tentaria, sobretudo, que tivéssemos um debate esclarecedor internamente e que a posição maioritária sufragada pudesse colher o entendimento maioritário e compacto do partido”, sustentou o presidente do CDS.

A oito meses das eleições presidenciais, nem Marcelo, nem Ventura tiram o sono a Francisco Rodrigues dos Santos.

“Já disse muitas vezes que o CDS não está preocupado com candidaturas à direita, seja nas eleições presidenciais, seja em eleições legislativas ou autárquicas”, salientou.

Ao comentar uma possível candidatura de Adolfo Mesquita Nunes, uma das principais figuras do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos acabou por considerar, intencionalmente ou não, que André Ventura é “um bom candidato”.

“Eu acho que só são bons candidatos aqueles que querem ser candidatos”, argumentou o presidente do CDS, ao responder a uma questão sobre Adolfo Mesquita Nunes.

Quanto a uma recandidatura do atual Presidente da República, o CDS vai jogar “à retranca”.

“Eu, neste momento, estou na retranca. Estou à espera que haja uma clarificação de cenários. Quero saber se o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa é ou não candidato”, concluiu.

0Shares

Em destaque

Subir