Nas Notícias

Castelo Branco recebe Festival Internacional de Tango Argentino da Beira Baixa

Castelo Branco recebe, em outubro, o primeiro Festival Internacional de Tango Argentino da Beira Baixa, iniciativa que tem o objetivo de promover o intercâmbio cultural de experiências entre pessoas de todo o mundo, anunciou hoje a organização.

“O nosso grande desafio é trazer o tango para o interior do país: o ‘Encuentro Tango’ chega até nós como uma possibilidade de captar a essência do tango no centro de Portugal”, explica, em comunicado, a Tango Castelo Branco, organizadora do evento.

O festival decorre em Castelo Branco nos dias 11, 12 e 13 de outubro em vários espaços da cidade, onde se vão reunir fãs da modalidade, artistas e professores de referência a nível mundial, com o objetivo de promover o intercâmbio cultural de experiências entre pessoas de todo o mundo.

O evento tem uma componente solidária, sendo que a organização decidiu doar 50 por cento das receitas das entradas nas Milongas para o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco (CERAS) da associação ambientalista Quercus.

O programa inclui 27 horas de tango, entre aulas, ‘workshops’, três milongas, quatro exibições de tango por bailarinos profissionais, três Dj e uma orquestra de Tango “La Ideal”.

Os ‘workshops’ e aulas decorrem nos três dias do festival, durante o período da tarde e à noite realizam-se as milongas (espaço social de dança), onde vão ser feitas as exibições pelos bailarinos profissionais. Estão previstas também aulas gratuitas para os participantes.

A organização destaca ainda a presença, em Castelo Branco, da campeã mundial de Tango Cenário de 2017 (Buenos Aires, Argentina), Agostina Tarchini.

O tango foi classificado pela UNESCO, como património imaterial da humanidade em 2009, sendo que a sua difusão e prática tem crescido em todo o mundo e em Castelo Branco também, onde existem aulas regulares e uma comunidade de fãs.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir