Nas Notícias

Casos de dengue no Brasil crescem 600 por cento este ano

O Brasil registou 1.439.471 casos de dengue de janeiro até 24 de agosto de 2019, uma subida de quase 600 por cento face ao mesmo período do ano passado, quando o país tinha confirmado 205.791 casos da doença.

A informação faz parte do boletim epidemiológico divulgado hoje pelo Ministério da Saúde do país.

Segundo o Governo brasileiro, a dengue já causou 591 mortes em 2019 e existem outros 486 casos de morte em investigação. No mesmo período de 2018, a infecção tinha causado 160 mortes no país.

Em 2019 foram confirmados 1.111 casos de dengue grave e 15.179 casos de dengue com sinais de alarme, que são classificações usadas para casos em que a infecção tem efeitos mais fortes do que o normal e comporta risco de morte.

Os estados com maior número de infeção por dengue são Minas Gerais e São Paulo, os dois mais populosos do Brasil.

Na última segunda-feira, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) ativou o alerta epidemiológico na América Latina após a região registar mais de dois milhões de casos de dengue este ano, o maior número desde o grande surto de 2016.

No Brasil, a série histórica dos dados sobre a doença iniciada em 1998 indica que os casos de 2019 estão apenas atrás do número registado em 2015 (1.688.688 casos), 2016 (1.500.535 casos) e de 2013 (1.452.489 casos).

A dengue é uma doença infecciosa transmitida pelos mosquitos Aedes Aegypt e Aedes albopictus.

O boletim epidemiológico do Governo brasileiro informou ainda que o país registou 110.627 casos de chikungunya contra 76.742 confirmações da doença no mesmo período do ano passado. Já foram confirmadas 57 mortes causadas pela doença no Brasil neste ano.

Houve também o registo de 9.813 casos de infecção e duas mortes por Zika. Em 2018 foram confirmados, no mesmo período, 6.669 casos desta doença.

A chikungunya e o Zika também são transmitidos pelo mosquito Aedes Aegypt.

Mais partilhadas da semana

Subir