Nacional

Carrilho ameaçou Bárbara com um sniper

Antigo ministro terá enviado diversos SMS à apresentadora, com alegadas ameaças. Segundo Gabriela Sobral, diretora-geral da SIC, e João Vieira, guionista da estação, Carrilho ameaçou contratar um sniper para matar Bárbara Guimarães, durante uma gala. Além de ameaças, haveria insultos.

O caso de violência doméstica – alegadamente praticado sobre Bárbara Guimarães, por Manuel Maria Carrilho, conheceu um novo episódio, com supostos SMS enviados pelo antigo ministro, a ameaçar a apresentadora de morte.

Gabriela Sobral terá corroborado essa teoria, relatando episódios de SMS enviados para a apresentadora.

Segundo a diretora-geral da SIC e o guionista da estação, o antigo titular da pasta da Cultura terá enviado uma mensagem a Bárbara, momentos antes da apresentação de uma gala do Factor X.

Nessa mensagem, Carrilho terá dito que contratou um sniper que estaria sentado na primeira fila, para disparar um tiro na apresentadora. Segundo escreve o Jornal de Notícias, que cita o guionista, “o remetente eram números desconhecidos, mas toda a gente sabia que vinham do ex-marido”.

João Vieira falou em diversos SMS, em que se poderia ler. “Vou contratar um sniper para te matar”, terá escrito Carrilho. Esta seria apenas uma de muitas comunicações intimidatórias, supostamente enviadas a Bárbara Guimarães.

Além de ameaças, haveria insultos. “Dizia que o corpo dela era feio, que estava velha ou esquelética, que era uma puta, uma cabrona, que nunca mais iria ver os filhos ou voltar a casa”, diz o guionista, citado pelo JN.

Bárbara Guimarães entrava em palco aterrorizada e depois de se recompor do “choro”.

“Recompunha-se, fazia a apresentação do programa e no intervalo voltava a chorar”, contou João Vieira.

Mais partilhadas da semana

Subir