Mundo

Cão de Bush acompanha dono literalmente até ao fim

Lealdade e amor. Poucas são as palavras para descrever Sully, cão do antigo presidente dos EUA, George H.W. Bush que morreu aos 94 anos na sexta-feira (madrugada de sábado em Portugal). O animal sentou-se junto à urna e ali tem estado, acompanhando o dono literalmente até ao fim. A imagem está a conquistar o mundo.

Há uma imagem que está a conquistar os EUA e o resto do mundo por mostrar um cão visivelmente triste junto ao caixão do dono, George H.W. Bush, que foi o 41.º presidente dos EUA.

“Missão cumprida”, escreveu Jim McGrath, porta-voz da família Bush, na legenda da foto de Sully, o cão de estimação da família.

O labrador acompanha George H.W. Bush literalmente até ao fim.

Depois, o cão irá ajudar militares de guerra reformados no hospital militar Walter Reed National Military Medical Center, de acordo com indicações dadas por George W. Bush, filho do antigo presidente dos EUA e também ele antigo líder norte-americano.

“Por muito que a nossa família vá sentir saudades deste cão, ficamos felizes por saber que ele irá levar a mesma alegria que deu ao 41 [George H.W. Bush] para a sua nova casa, Walter Reed”, escreveu George W. Bush.

A imagem simples acaba por comover o mundo.

A CNN já adiantou que Sully vai estar presente nas cerimónias fúnebres.

Sully foi assim batizado em homenagem ao piloto que amarou um avião no rio Hudson, em 2009, e conseguiu salvar todos os passageiros e tripulação da aeronave.

Veja a imagem.

Mais partilhadas da semana

Subir