Mundo

Campanha para as eleições presidenciais indonésias arrancou com apelos de paz

A campanha pela eleição presidencial da Indonésia começou oficialmente com os dois candidatos a apelarem hoje ao pacifismo, uma vez que a corrida poderá agudizar a divisões étnicas e religiosas no país.

Vestidos com roupas tradicionais, ambos os candidatos desfilaram pelo centro de Jacarta e libertaram pombas brancas durante a cerimónia, depois de lerem uma declaração que apelava ao pacifismo.

A eleição presidencial coloca o Presidente Joko “Jokowi” Widodo contra o ex-general Prabowo Subianto, que perdeu para Jokowi em 2014.

Jokowi, o primeiro presidente indonésio de fora da elite do país apresentou a recandidatura às eleições presidenciais , juntamente com aquele que será o seu parceiro de campanha e candidato a vice-presidente, Maruf Amin.

A escolha do líder religioso foi interpretada, por muitos, como uma tentativa de expandir os seus votos entre os muçulmanos, que representam 88 por cento dos 260 milhões de habitantes do arquipélago.

O clérigo é um assumido opositor do secularismo, liberalismo, homossexualidade e religiões minoritárias.

Jokowi parte à frente nas sondagens depois de a opinião pública ter considerado que o Presidente fez um bom trabalho na organização dos Jogos Asiáticos, que decorreram no país entre 18 de agosto e 02 de setembro.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir