Cultura

Campanha de prevenção de incêndios adjudicada a publicitário próximo de Costa

A Proteção Civil adjudicou à empresa de Vítor Tito, o publicitário da campanha do PS nas últimas legislativas, a campanha de sensibilização para limpeza das matas, no valor de 83 mil euros.

O caso é relatado pelo Observador, que aponta uma discrepância: uma das três entidades contactadas (o mínimo exigido no Código dos Contratos Públicos) adiantou que… não foi contactada.

A diretora da Media Gate, Isabel Pinto, garantiu ao jornal que a empresa nunca foi contactada pela Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).

Questionada sobre estas declarações, a ANPC remeteu-se ao silêncio.

Tinha sido a própria ANPC a informar o nome das três empresas contactadas em regime de consulta prévia: BBZ, Generator e Media Gate.

“Apenas a BBZ — Publicidade e Marketing, S.A. apresentou proposta dentro do prazo estabelecido para o efeito”, acrescentou a ANPC.

Luís Rosendo, sócio da Media Gate, explicou que a empresa não respondeu por falta de tempo, pois o limite era de 72 horas.

A campanha de sensibilização para limpeza das matas foi adjudicada à BBZ, que pertence a Vítor Tito, o publicitário responsável pela campanha do PS nas últimas legislativas.

Numa nota enviada ao Observador, a empresa lembrou que já executou trabalhos para “vários ministérios e entidades de governos liderados por diferentes partidos políticos PS, PSD e CDS”.

No entanto, refere o jornal, a esmagadora maioria de adjudicações diretas feitas nos últimos anos foram efetuadas por autarquias, empresas municipais e organismos liderados por socialistas.

No ano passado, a BBZ participou, através da ECO, uma associação sem fins lucrativos, numa campanha de sensibilização para a prevenção de incêndios florestais.

A ECO foi a única entidade contactada pelo Ministério da Administração Interna, revelou o Expresso. Essa campanha rendeu 300 mil euros de subsídios a fundo perdido à associação.

Novamente de acordo com o Observador, entre 2008 e 2014, quando era liderada por António Costa, a Câmara de Lisboa celebrou 16 contratos à empresa de Vítor Tito, num valor global de 836 mil.

“A BBZ está no mercado há mais de 20 anos e já concebeu centenas de campanhas para fundamentalmente [um] vasto número de empresas e entidades privadas e pontualmente públicas, incluindo para ministérios de vários governos do PS e do PSD/CDS”, sustentou a empresa, na nota enviada ao jornal.

Mais partilhadas da semana

Subir