Nas Notícias

Câmara de Matosinhos assinala 150 anos da morte de Passos Manuel

camara matosinhosPassos Manuel, estadista liberal do século XIX, responsável por profundas reformas operadas no país durante o período em que foi ministro do Reino, vai ser homenageado pela Câmara Municipal de Matosinhos.

Figura ímpar do liberalismo português, juntamente com o seu irmão José da Silva Passos, Manuel da Silva Passos (conhecido por Passos Manuel) nasceu em 1801 em Guifões, Matosinhos, tendo falecido em Alpiarça, em 1862.

Filho de abastados lavradores, estudou Direito em Coimbra onde os ideais da revolução francesa e, depois, da revolução portuguesa de 1820, se fizeram sentir. Em 1828, durante a contrarrevolução miguelista, a sua ação política tornou-se mais efetiva, acabando por partir para o exílio.

Passos Manuel regressou a Portugal, juntando-se aos liberais durante o Cerco do Porto em 1832/33. Alinhado (e a partir de determinada altura sendo mesmo o líder) da corrente mais à esquerda do movimento liberal, assumiu em 1836, com o Setembrismo, a Pasta do Reino (muito próximo do que será hoje um primeiro-ministro), entregando-se a uma intensa atividade legislativa, nomeadamente à reforma do Código Administrativo.

Passos Manuel tornou-se ainda conhecido pela renovação de todos os níveis do ensino público. Fundou a Academia Politécnica do Porto, a Escola Politécnica de Lisboa, a Academia Portuguesa de Belas Artes e o Conservatório de Lisboa.

Em Matosinhos, na Praça com o seu nome, no troço final da Avenida da República, existe uma estátua de Passos Manuel, concebida poucos anos depois do seu falecimento.

Assim, no ano em que se assinala o 150.º aniversário da morte de Passos Manuel, a Autarquia convida a população a integrar uma visita guiada, no próximo dia 4 de novembro, num percurso pedonal, com início, pelas 10h00, no centro da freguesia de Guifões, passando pela casa onde Passos Manuel nasceu e viveu a sua infância (10h45). A visita terminará no Castro de Guifões, no Monte Castêlo, por volta das 12h30.

Recorde-se que, também em 2012, se comemoram os 180 anos do Cerco do Porto – momento crucial no definitivo estabelecimento do regime liberal e na história do Portugal contemporâneo.

Esta visita a Guifões surge no âmbito do ciclo “Matosinhos. 10 freguesias. 10 visitas”, que a autarquia tem vindo a promover mensalmente com o objetivo de dar a conhecer ao público em geral, através de um percurso pedonal guiado, a história e o património das diversas freguesias que constituem o concelho de Matosinhos.

Em destaque

Subir