Desporto

Bruno terá tentado bloquear contas do Sporting, clube avança com queixa-crime

A Comissão de Gestão do Sporting avança com uma queixa-crime contra Bruno de Carvalho, por entender que o antigo presidente do emblema leonino terá tentado bloquear as contas do clube.

“Hoje, numa manifestação de desespero de quem já não respeita nada nem ninguém, o ex-Presidente destituído pelos sócios deu uma nova prova da permanente irresponsabilidade com que intervém ilegal e abusivamente na vida do Sporting, lançando a confusão e semeando a divisão no clube”, explica a Comissão de Gestão.

No comunicado, a entidade que gere o clube verde e branco revela que enviou durante o dia “cartas a bancos com os quais o Sporting mantém relações comerciais, nas quais, na qualidade abusivamente invocada de Presidente do Conselho Directivo, se permitiu pressionar os referidos bancos para impedir que as contas bancárias do Sporting”.

A Comissão de Gestão revela que esta “desesperada iniciativa não obteve sucesso” e usa mesmo o termo de “tentativa de fraude”.

Daí que, “atendendo à gravidade destes factos”, a Comissão de Gestão do Sporting decidiu “participar criminalmente do ex-Presidente destituído pelos sócios junto do Ministério Público por fraude e usurpação de funções”.

Além disso, a Comissão de Gestão explica que vai “participar à Comissão de Fiscalização estes factos para os efeitos tidos por convenientes”.

Bruno de Carvalho, que na passada sexta-feira foi às instalações do Sporting para assegurar ser o líder do clube e da SAD, revelou já, nesta segunda-feira, as razões para ter enviado mensagens aos jogadores no fim de semana.

Aos jornalistas, fora do estádio, na sexta-feira, Bruno de Carvalho explicou que o presidente do clube é ele.

O ex-dirigente revelou ainda que tinha na sua posse uma providência cautelar emitida pelos tribunais que anulava a Assembleia-geral que o destituiu, no dia 23 de junho.

88Shares

Mais partilhadas da semana

Subir