Desporto

Bruno Lage encara duelo com o FC Porto como “uma final”

O treinador do Benfica, Bruno Lage, disse hoje que a equipa está a preparar a meia-final da Taça da Liga em futebol com o FC Porto como se fosse “uma final” e elogiou a resposta dos jogadores.

O técnico dos ‘encarnados’, que procuram a oitava vitória em 12 edições desta competição, relativizou o triunfo do Benfica no único clássico disputado esta época com o FC Porto e um conhecimento teoricamente superior da estratégia de Sérgio Conceição nos ‘dragões’.

“Estamos a encarar o encontro como uma final e é com essa determinação que vamos encarar o jogo. Cada jogo tem a sua história, por isso, este será diferente, numa competição diferente e é uma final para chegar a uma final. O foco e a determinação vão estar nos dois lados. O conhecimento é mútuo, as estratégias vão ao detalhe, não vejo vantagens ou desvantagens”, declarou.

Na conferência de imprensa realizada no Caixa Futebol Campus, no Seixal, o treinador anunciou já as ausências de Fejsa e Jonas por motivos físicos, mas não deixou de enaltecer a resposta dos jogadores às mudanças introduzidas a nível tático desde que assumiu o comando da equipa no início deste mês de janeiro.

“É normal quando acontece uma mudança que as pessoas tentem acordar um pouco para criar uma dinâmica positiva e é isso que tenho sentido de toda a gente, sinto que estão agradados pela nossa forma de trabalhar e preparar o jogo”, explicou.

Paralelamente, Bruno Lage lamentou a falta de tempo para sedimentar as alterações estratégicas, perante a sobrecarga competitiva nesta fase, com jogos de três em três dias.

“Se numa equipa em que os comportamentos já estão solidificados é complicado, para nós é mais difícil e é isso que temos vindo a fazer ao longo destes 10, 12 dias em que estamos à frente da equipa. Passámos de uma base de 4-3-3 para 4-4-2 e tentamos construir de uma maneira diferente para termos mais bola e mais domínio do nosso jogo. São comportamentos que temos de dar à equipa e simultaneamente preparar estratégias para o desafio”, disse.

O atual treinador do Benfica recusou também fazer uma comparação com o modelo e a estratégia adotados pelo seu antecessor, Rui Vitória, definindo apenas a nova tática como “diferente” e sublinhando o estado atual da equipa “em processo de evolução” para o 4-4-2.

“O fundamental também é dar tranquilidade e conforto, para que os jogadores se sintam bem. O posicionamento é diferente. Não é melhor nem pior, é diferente. Acredito que o FC Porto vai apresentar-se também em 4-4-2 e acredito que vai ser um jogo muito equilibrado. Acima de tudo, que seja um bom jogo de futebol”, sentenciou.

O duelo entre Benfica e FC Porto, a contar para a meia-final da Taça da Liga, está agendado para as 19:45 de terça-feira, no Estádio Municipal de Braga.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir