Desporto

“Direção vai falar a uma só voz, mas com mais vozes ativas”, promete Bruno de Carvalho

Bruno de Carvalho apresentou esta noite a candidatura à presidência do Sporting. O ex-líder, destituído e sob processo disciplinar, prometeu que “a Direção vai falar a uma só voz, mas com mais vozes ativas”.

A acompanhar o presidente destituído estão Trindade Barros, que lidera a lista para a Mesa da Assembleia-Geral, e Subtil de Sousa, o primeiro nome ao Conselho Fiscal e Disciplinar.

“Sou candidato à presidência do Sporting”, anunciou Bruno de Carvalho, evocando “os acontecimentos dos últimos três meses” como decisivos para a recandidatura.

Pesadas “todas as variáveis” e criticados os “interesses e motivações” que levaram à sua destituição, Bruno de Carvalho prometeu “não voltar a cometer os erros” que tantas críticas mereceram.

“Atendendo aos apelos de tantos sócios para que não deixasse de lutar pelo clube, sou e serei leal ao Sporting”, sustentou: “O Sporting necessita de um líder que o respeite e que coloque sempre, com integridade, os superiores interesses do Sporting”.

Bruno de Carvalho garantiu que, se for eleito, o Conselho Diretivo “vai falar a uma só voz, mas havendo mais vozes ativas dentro da direção”.

O candidato assumiu também o objetivo de “ultrapassar a marca dos 250 mil associados”.

O Estádio José Alvalade, que em vez das quatro terá “17 portas”, será “o primeiro ‘smart stadium’ em Portugal”.

Perante um comentário (impercetível) da assistência, Bruno de Carvalho deixou também uma ‘boca’ aos cerca de dois terços de sócios que votaram pela sua destituição.

“Ainda vamos ter um estádio inteligente e não perceber a inteligência do povo”, ironizou.

Mais partilhadas da semana

Subir