Desporto

Bruno de Carvalho será impedido de ir a votos, avança Expresso

Bruno de Carvalho apresentou a sua candidatura ao Sporting, nesta quarta-feira, mas tudo não passará de mera formalidade de uma intenção, uma vez que, de acordo com a edição de desporto do jornal Expresso, o antigo presidente deverá ser afastado do ato eleitoral pela Comissão de Fiscalização do clube leonino.

A Comissão de Fiscalização, que poderá ouvir membros da antiga administração no decorrer deste processo, deverá confirmar até dia 21 de julho esta situação, sendo que o Expresso assegura que o anuncio da suspensão dos membros do antigo Conselho Diretivo será feito já na próxima semana.

E dessa forma, Bruno de Carvalho e a sua antiga equipa ficam de fora das eleições.

Bruno de Carvalho e os restantes membros da antiga direção estão com uma suspensão provisória e enfrentam processos disciplinares que podem ir de uma simples admoestação à expulsão de associado do Sporting.

Existe ainda a possibilidade de serem punidos com uma suspensão temporária variável de um mês a oito anos.

Mesmo que a suspensão seja de um mês, Bruno de Carvalho já não poderá apresentar-se a eleições, visto que o prazo para apresentação de listas acontece até ao dia 8 de agosto (um mês antes da Assembleia eleitoral, marcada para 8 de setembro).

Ao Expresso, fonte da Comissão de Fiscalização revela que embora “exista sensibilidade para evitar a expulsão dos visados”, estes enfrentam uma situação na qual não deverão “escapar a uma sanção significativa”.

Destituído presidente, Bruno de Carvalho apresentou-se como candidato para o próximo ato eleitoral mas recusou falar sobre esta matéria, deixando indicações para os jornalistas falarem com os seus advogados.

Mais partilhadas da semana

Subir