Mundo

Brasil com 77 mortos e 2915 infetados um mês após primeiro caso de covid-19

O número de mortos pelo novo coronavírus no Brasil aumentou hoje para 77, registando ainda 2.915 infetados, anunciou hoje o Ministério da Saúde, no dia em que completa um mês desde a chegada da pandemia a território brasileiro.

Segundo o Governo brasileiro, oito das 27 unidades federativas do país registaram óbitos devido à covid-19: Amazonas, Ceará, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Assim, todas as regiões do Brasil – norte, nordeste, sudeste, centro-oeste e sul – têm mortes confirmadas pelo novo coronavírus.

Apesar do alcance geográfico do vírus ter aumentado, São Paulo continua a ser o estado brasileiro mais afetado pela covid-19, contabilizando 58 mortos e ultrapassando os mil infetados, com 1.052 casos confirmados. Segue-se o Rio de Janeiro com nove óbitos e 421 casos positivos de infeção.

Neste momento, o índice de letalidade da covid-19 no Brasil é de 2,6%.

De acordo com o Governo, pessoas com problemas cardíacos, do sexo masculino e com mais de 60 anos representam grande parte dos casos graves e de mortes causadas pelo coronavírus.

No dia em que o país sul-americano completa um mês do seu primeiro caso confirmado, o secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, recusou-se a fazer projeções acerca do possível aumento de casos, mas acredita que nos próximos 30 dias o país possa iniciar a sua fase mais critica.

Para ajudar a população a tirar as suas dúvidas e a procurar recomendações face ao novo conoravírus, o Ministério da Saúde lançou hoje uma conta de respostas automáticas na aplicação de mensagens WhatsApp, assim como uma plataforma ‘online, que terá atualizações de dados sobre a doença.

Na quarta-feira, o Ministério da Saúde anunciou a cedência de mais 600 milhões de reais (108 milhões de euros) para estados e municípios reforçarem o plano de contingência para enfrentarem a covid-19.

Além desse valor, 400 milhões de reais (72 milhões de euros) já haviam sido enviados a todos os estados do país este mês.

0Shares

Em destaque

Subir