Fórmula 1

Bottas ciente de que poderia ter feito melhor na qualificação na Grã-Bretanha

Valtteri Bottas conseguiu a ‘pole position’ para o Grande Prémio da Grã-Bretanha, mas considera que poderia ter melhorado o seu tempo na segunda tentativa e ter deixado Lewis Hamilton mais longe do que as seis milésimas que o separaram do seu companheiro de equipa.

Em Silverstone o finlandês da Mercedes brilhou naquele que é considerado o ‘quintal’de Hamilton, líder destacado do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 e grande favorito para regressar às vitórias depois de na Áustria não ter ido além da quinta posição.

Para Bottas a sensação de estar na ‘pole’ é boa, mas admite que o pelotão está muito equilibrado e não será fácil superar os seus adversários mais diretos, não apenas Lewis Hamilton mas também os pilotos da Ferrari e da Red Bull Racing.

“Isto lembra-nos que o sentimento é bom. Tudo está muito equilibrado desde o começo do fim de semana, e muito especialmente com Lewis hoje. Estou radiante com a volta que fiz e com a pole”, contou o piloto finlandês.

Mesmo assim Valtteri mostra-se contente com o seu trabalho e já olha para a corrida de amanhã: “A primeira volta foi boa, mas não perfeita. Honestamente devia melhorar na segunda tentativa, particularmente na primeira parte da volta, mas estou satisfeito que no final tenha sido suficiente. É muito duro fazer tudo bem, pois aqui é muito fácil cometer um erro”.

O finlandês da Mercedes é para já o piloto mais prolífico da grelha em qualificação em 2019, e sabe que em prova outros aspetos serão importantes, nomeadamente a gestão dos pneus numa pista que recebeu recentemente uma nova superfície. “Isso será determinante para amanhã. Ser eficiente com pneus usados”, concede Bottas.

19Shares

Mais partilhadas da semana

Subir