Fórmula 1

Bottas chegou a pensar que estava tudo perdido após contacto com Verstappen no Principado

Valtteri Bottas pode ter terminado o Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1 no último lugar do pódio, mas chegou a pensar que estava tudo perdido após um contacto com Max Verstappen no momento em que seguia pela via das boxes.

O holandês da Red Bull saiu intempestivamente para a ‘pit lane’ no momento em que vinha o Mercedes do finlandês, que foi obrigado a travar de repente e tocar no rail oposto às boxes, na altura em que o ‘safety car’ saiu para a pista devido aos detritos deixados pelo Ferrari de Charles Leclerc.

A manobra de Verstappen permitiu-lhe também discutir a saída das boxes com Lewis Hamilton e no final da corrida valeu-lhe uma penalização de cinco segundos. Mas Bottas acabou por sofrer um furo com a colisão e isso obrigou a regressar às boxes. Isso acabou por fazer com que regressasse à pista atrás de Sebastian Vettel, impedindo-o de concretizar uma possível ‘dobradinha’ para a Mercedes.

“Paramos ao mesmo tempo que Lewis. Tínhamos uma pequena diferença para a paragem mas por uma razão qualquer a minha foi um pouco lenta. Max estava ao meu lado na linha das boxes, mesmo se estava atrás antes. Mantive a minha linha e ele continuou a desviar-se para a direita e tocamo-nos e também toquei no muro porque não havia espaço. Como consequência tive um furo”, conta Valtteri Bottas.

O finlandês não tem dúvidas que se não fosse este incidente com Verstappen poderia ter terminado atrás do seu companheiro de equipa: “Penso que com o furo e a paragem suplementar ia ser atirado para o fundo do pelotão, mas felizmente só perdi dois lugares. Por isso houve algum azar mas ao mesmo tempo alguma sorte. Podia ter sido bem pior. São ainda assim pontos importantes, mas é dececionante perder um lugar em relação à posição de partida”.

4Shares

Mais partilhadas da semana

Subir