Nas Notícias

Bolsa de Nova Iorque negoceia em queda no início da sessão

A bolsa de Nova Iorque está hoje a negociar no “vermelho”, com os investidores apreensivos em relação à perspetiva de queda dos lucros das empresas no primeiro trimestre e com a nova ameaça dos Estados Unidos às importações europeias.

Cerca das 14:45 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones Industrial quebrava 0,75 por cento para 26.143,49 pontos, enquanto o Standard & Poor’s recuava 0,48 por cento para 2.881,923 pontos.

O índice tecnológico Nasdaq, por sua vez, caía 0,27 por cento para 7.932,34 pontos.

Os analistas afirmaram que Wall Street está a ser penalizada pelas perspetivas de queda dos lucros das empresas no primeiro trimestre deste ano.

Além disso, o Presidente norte-americano, Donald Trump, propôs a imposição de tarifas a uma lista de produtos da UE, das quais se destacam os aviões Airbus e componentes da aviação civil devido às ajudas públicas que a companhia aeronáutica recebe.

Hoje, o Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em baixa a sua estimativa para o crescimento da economia mundial para 3,3 por cento em 2019, menos 0,2 pontos percentuais face à estimativa de janeiro, mantendo a previsão de uma expansão de 3,6 por cento para 2020.

Para a zona euro, o FMI também baixou a sua estimativa de crescimento para 1,3 por cento em 2019 e 1,5 por cento em 2020.

A bolsa de Nova Iorque encerrou na segunda-feira com o Dow Jones Industrial a cair 0,32 por cento para 26.341,02 pontos, enquanto o Standard & Poor’s subiu 0,10 por cento para 2.895,77 pontos.

O índice Nasdaq fechou em alta de 0,19 por cento para 7.953,88 pontos.

Mais partilhadas da semana

Subir