Nas Notícias

Boeing perde 793 milhões de dólares no 1.º semestre por crise com aviões 737 MAX

A Boeing anunciou hoje que perdeu 793 milhões de dólares (711,6 milhões de euros) na primeira metade do ano, marcada pela imobilização dos aviões Boeing 737 MAX, envolvidos em acidentes na Indonésia e na Etiópia.

No mesmo período de 2018, a empresa teve lucros de 4.673 milhões de dólares.

O impacto da crise que a empresa de aeronáutica atravessa refletiu-se especialmente nos dados do segundo trimestre, o mais seguido por Wall Street, com perdas de 2.942 milhões de dólares (2.640 milhões de euros), face ao lucro de 2.196 milhões de dólares registado entre abril e junho de 2018.

A Boeing adiantou na passada quinta-feira que a interdição de voo dos aviões teria um custo de 4.900 milhões de dólares nestes resultados e hoje insistiu que continua empenhada em garantir o funcionamento dessa frota “com segurança”, de acordo com um comunicado do líder da empresa, Dennis Muilenburg.

Os acidentes com aviões Boeing 737 MAX envolveram um aparelho da Ethiopian Airlines em março passado (157 mortos) e um outro da companhia indonésia Lion Air em outubro de 2018 (189 mortos).

Mais partilhadas da semana

Subir